Ainda na ressaca do Natal

Para além da família, dos amigos, das presenças e da memória das ausências, o Natal também se faz com algumas constantes: gestos, músicas, filmes, livros. E se na memória dos meus natais de sempre há uma receita de rabanadas com algumas gerações que nunca falha, também há a presença de A Christmas Carol de Charles Dickens, primeiro sob a forma de filme televisivo, depois em letra impressa. E no The Times Literary Supplement encontra-se um belo guia para o texto de Dickens, em dois capítulos. Para ler aqui e aqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s