Encontros felizes

Na Fnac do Chiado, com a desordem das prateleiras a indiciar a aproximação do inventário e uma multidão enfurecida gastando o dinheiro recebido no Natal, eu procurava um volume com as primeiras crónicas de Nélson Rodrigues quando dois livrinhos de capa mole e lombada discreta desviaram a minha atenção (e exigiram ser resgatados de entre os livros tombados ao acaso nas prateleiras da literatura brasileira):

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s