Isabel Minhós Martins e Bernardo Carvalho, És Mesmo Tu?, Planeta Tangerina

esmesmo

Livros com texto em rima pensados para os mais novos redundam muitas vezes em péssimos versos, rimas forçadas e histórias que perdem o seu sentido em prol da sonoridade. Exactamente o oposto de És Mesmo Tu?, livro ilustrado que reflecte o esmero editorial da Planeta Tangerina e onde a harmonia bem sucedida entre enredo, ritmo e rima marcam cada página.

Explorando o património das lenga-lengas e das velhas nursery rhymes, Isabel Minhós Martins cria um texto cuja riqueza assenta na sonoridade e no modo como esta contem uma narrativa que se acompanha com suspense até ao desenlace. Uma bota perdida é o pretexto para o início de uma conversa entre dois amigos e a vontade de a encontrar o motivo que desencadeia a sucessão de referências a outros amigos e colegas de escola. Interligando-se ao ritmo das perguntas sucessivas, os nomes e as características de cada colega desfilam em catadupa, fazendo avançar a narrativa em direcção à resolução do mistério da bota e criando uma descrição do universo que rodeia as duas personagens, onde se misturam a crueza da visão infantil com os afectos (“A Natacha sei quem é. Mas a Vanda… Qual Vanda? A que tem a mania que manda!”). As ilustrações de Bernardo Carvalho surgem como um contraponto linear ao texto, uma resposta visual às referências que vão sendo apresentadas, mas ainda assim rica em pormenores e eficaz no acrescentar de possibilidades extra-verbais. Com uma paleta de cores fortes e garridas e o recurso a manchas e linhas de contornos básicos, as ilustrações convocam rostos que ocupam quase toda a página e onde as características destacadas pelo texto são exageradas ou encenadas de um ponto de vista simultaneamente ingénuo e acutilante, confluindo no rosto de espanto que antecede o desenlace da história, um final brilhante onde se percebe que a digressão por tantos nomes terá sido apenas o pretexto para uma conversa sem limites.

Sara Figueiredo Costa

(Texto publicado no suplemento Actual do jornal Expresso, 17 Jan. 2009)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s