Exclamações

A propósito da campanha contra os pontos de exclamação que o Sr. Palomar animou, que o Bibliotecário de Babel subscreveu e que o Irmão Lúcia ilustrou (e que o Pedro Mexia, de algum modo, fez avançar), Manuel António Pina escreveu este texto, publicado no JN, que subscrevo com gratidão:

A “smsização” da Língua

Anda por aí uma excitada campanha (principalmente na blogosfera, mas também já a vi num jornal) contra o ponto de exclamação, do qual se diz o que Mafoma não disse do toucinho. Depois do quase total desaparecimento da prosa por assim dizer jornalística (e “jornalística” é o pior que se pode dizer de uma prosa) do ponto e vírgula, das perifrásticas, dos tempos compostos e, de um modo geral, de tudo o que vá além do pretérito perfeito e do modo indicativo (sobrevivem ainda, penosamente, uma ou outra incursão no condicional ou no futuro), parece que a “smsização” da Língua chegou aos sinais de pontuação, não tarda substituídos todos por animações e “emoticons”. O que vinga é o modelo “jornalístico” dos períodos (para não dizer igualmente das ideias) telegráficos e facilmente digestíveis, para o que bastam os pontos finais e uma ou outra desamparada vírgula. E temamos também por elas, pelas vírgulas, porque, se no caso do pobre ponto de exclamação o motivo é o seu mau uso ou o seu abuso, basta ver os maus tratos que as vírgulas sofrem hoje em jornais e blogues para não lhes augurar luzido futuro.

Enquanto fui investigadora na área da História da Língua Portuguesa pude ver como desapareceram algumas construções linguísticas tão fulgurantes e confirmar que, por exemplo, os pronomes mesoclíticos que tanto aprecio estão condenados à abolição total (em alguns anos? em algumas décadas?). Sendo óbvio que as línguas mudam, queiram os conservadores ou não, é também óbvio que um dos desafios da escrita (e também da oralidade, se a pudermos cultivar com esmero) é a utilização dos recursos disponíveis com imaginação, estilo e inovação. Percebo o ódio aos textos polvilhados de pontos de exclamação, claro está, mas daí à sua extinção vai um passo de gigante. Usemo-los, pois, da melhor maneira.

9 comments

  1. Ora bolas, não era essa a intenção. Mesoclíticos são os pronomes que se colocam no meio das palavras, nomeadamente dos verbos, em construções como ‘ter-te-ia’ ou ‘mandá-lo-ei’. Mas que ‘mesoclíticos’ é uma palavra bonita, lá isso é.

  2. Contivesse a palavra “mesoclítico” uma qualquer espécie de mesóclise e o mundo seria muito mais agradável…!…!…

    Eu gosto bastante do meu ponto de exclamação, muito obrigado. Talvez um dos meus tetravôs tenha sido um realista.

  3. Finalmente uma opinião na qual me revejo. É um alívio perceber que não sou a única [ponto de exclamação] Concordo que o uso excessivo deste sinalzinho (ui, um dimitutivo, autêntico desconjuro) pode ser poluente, mas a sua abolição só pode ser entendida como acto temerário daqueles que não sabem fazer dele o devido uso.

  4. É certo que não se deve usar pontos de exclamação em excesso, mas isso é válido para muitas coisas. É certo que muita gente não sabe utilizá-lo, também há quem não saiba Matemática. Devemos aboli-la?
    O ponto de exclamação é “demodé”? Isso também dizem alguns adolescentes dos “q” e dos “ch”.
    Estes manifestos são próprios para pessoas que não conseguem arranjar uma causa como deve ser. Mas elas existem, basta estarem atentos.

  5. Concordo o Manuel António Pina (um belíssimo escritor), o jornalismo em Portugal está a ficar muito parco em na prosa. Não sei se é sintoma nacional, se um acompanhamento do jornalismo internacional, mas sei que cabe igualmente uma espécie de formação linguística aos leitores – pelo bom exemplo crescem as pessoas. Aliás, devia ser um atributo essencial a um jornalista.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s