Na companhia do Doutor Avalanche

Puff!

Dietrich Dahl era um homem de alma delicada e ouvidos sensíveis. Em certas noites, ao voltar do café a altas horas, e receando os agudos protestos da mulher, decidia evaporar-se. E com uma rapidez de que era o primeiro a admirar-se, evaporava-se, pura e simplesmente, puff!, assim, sem mais.
Nos dias seguintes, Dietrich caía das nuvens, no meio da chuva, da neve ou do granizo, dependendo das condições atmosféricas. À custa disso rachou a cabeça várias vezes e o nariz transformou-se numa coisa curiosíssima, meio batata meio pepino.

(Rui Manuel Amaral, Doutor Avalanche, Angelus Novus)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s