Joyce em novas traduções e mais uma mão cheia de autores imperdíveis

O excesso de tráfego na caixa de correio aqui do Cadeirão quase fez com que esta notícia passasse despercebida. Resgatada há minutos do caos de correspondência virtual, aqui fica ela, pela voz do editor da Relógio d’Água, Francisco Vale:

A Relógio D’Água vai publicar, pela primeira vez, traduções da poesia de James Joyce e lançar novas traduções das suas principais obras de ficção narrativa.

A poesia, Música de Câmara, é traduzida por João Almeida Flor. Paulo Faria traduz A Portrait of the Artist as a Young Man e Margarida Vale de Gato Dubliners. Finalmente, Ulysses é traduzido por Jorge Vaz de Carvalho.

Por outro lado, ao longo de 2012, a Relógio D’Água vai reunir em um ou dois volumes as Obras de Ficção Completas de Virginia Woolf, James Joyce (excepto Finnegans Wake), Oscar Wilde, Franz Kafka, Lewis Carroll e Joseph Conrad.

São excelentes notícias. Agora, é preciso esperar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s