Mo Yan, um Nobel na loja de porcelanas

“La polémica procede, precisamente, por el perfil político del escritor, a veces crítico, a veces amable con el sistema comunista chino. Estos días, algunos intelectuales disidentes chinos comentaban su candidatura con cierto desdén. Su postura no es fácil de explicar en una sola palabra, colaboracionista o crítico.”

No El Mundo, artigo de Luis Alemany.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s