Correntes d’Escritas: Conferência de Abertura

Na conferência de abertura, João Lobo Antunes andou pelos territórios cruzados da medicina e da literatura, lembrando Tchekov, que dizia que a medicina era a sua mulher e a literatura a sua amante; quando se cansava de uma, passava a noite com a outra e nenhuma das duas saía prejudicada. Mas onde os dois territórios melhor se encontraram não foi nos episódios conhecidos de médicos-escritores, nem mesmo nas várias referências ao ensaio como género literário, na senda de Montaigne, e sim no texto comovente sobre a morte do seu pai, “A história de um velho”.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s