Rota das Letras: pelas livrarias de Macau

20130315-162304.jpg

A barreira da língua é inultrapassável, mas vale a pena deambular pelas livrarias de Macau. Visitei duas, a Pin-to, assim mesmo com tracinho, no Largo do Senado, e uma outra cujo nome terei de recuperar mais tarde, na Rua do Campo. A primeira é uma livraria independente, a segunda totalmente comercial, e para perceber a diferença do conteúdo das prateleiras, do ambiente e do atendimento não é preciso saber cantonense. De um lado do mundo ou do outro, somos muito mais iguais do que diferentes, e as livrarias confirmam-no.

Advertisements

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s