Seamus Heaney (1939-2013)

Nos últimos dias de Agosto, a notícia da morte do escritor irlandês Seamus Heaney chegou aos jornais. Foram muitos, e alguns muito bons, os obituários escritos para autor distinguido com o Nobel da Literatura em 1995, mas o texto que me fez agarrar na tesoura e juntar mais um pedaço de jornal ao arquivo foi a crónica que Miguel Esteves Cardoso lhe dedicou no Público de 31 de Agosto.

20130902-114745.jpg

One comment

  1. Vivo em Dublin, poucos são aqueles que lêem ou escrevem nos pubs. Ao fim de 5 anos, creio que nunca vi o recitador (e ando pela Grafton pelo menos 2 vezes por semana, além de morar a uns míseros 5 min a pé da mesma). Cuspidores de fogo e adolescentes esganiçados que pensam que cantam só pelo facto de terem nascido no país dos bardos, esses sim, pululam na Grafton. O sotaque de Dublin fere qualquer ouvido digno de esse nome. Os irlandeses dizem “me muther” quando o correcto é “my mother”, “me bus”, “shite” (lê-se xaite) em vez de “shit”. A maioria não consegue dizer “specific” e diz “pacific”. Os th, como em “thirty”, passam a tirty. Dublin está cada vez mais suja e urinada. A Irlanda dos poemas é tal como MEC a descreve, infelizmente a Irlanda quotidiana está muito longe do que lemos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s