Paulo Bandeira Faria (1963-2013)

Morreu o escritor Paulo Bandeira Faria, autor de dois romances (As Sete Estradinhas do Catete e A Despedida de José de Alemparte) e com obra dispersa por publicações nacionais e estrangeiras.

A única vez que tive oportunidade de conversar com ele aconteceu na Póvoa de Varzim, pela mão da editora Ana Maria Pereirinha que, sabendo que tínhamos a Galiza em comum, achou que devíamos conhecer-nos. E achou bem. Falámos durante bastante tempo mas confirmámos a afinidade galega nos primeiros minutos, combinando que da próxima vez que eu fosse à Galiza nos encontraríamos em Vigo para um passeio pelas tasquinhas que, garantiu-me, eu tinha de conhecer e provar. Infelizmente, o raio do tempo e da pressa e dos prazos e da vidinha não nos deixa muita margem para cumprir combinações destas. Não só não voltei à Galiza como nunca cheguei a combinar o tal passeio com Paulo Bandeira Faria. Voltei a lembrar-me disso quando li A Despedida de José de Alemparte e sobre ele escrevi, mas nessa altura achei que não fazia sentido reatar o contacto, porque é importante que não se misturem alhos com bugalhos. Conto esta história porque fiquei, e agora ficarei, irremediavelmente, com a sensação de que teríamos muita conversa para partilhar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s