Correntes d’Escritas 2014: Manuel da Silva Ramos e a vingança da literatura

Depois de contar como passou a enviar diariamente um cangalheiro a casa de João Gaspar Simões na sequência de uma crítica negativa a um livro seu, insistindo na ideia de literatura como vingança, Manuel da Silva Ramos interrompe-se várias vezes graças às gargalhadas incontroláveis, que já se estenderam à mesa e ao auditório. Quem escolheu passar o serão de sexta-feira nas Correntes d’Escritas, de certeza que não se arrependeu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s