Rota das Letras: poesia em mandarim

20140322-135146.jpg

Um recital de poesia maioritariamente em mandarim permite confirmar que a arte poética não vive sem a respiração, a sonoridade e o ritmo. Na sala da Biblioteca de Sir Robert Ho Tung uma boa parte da assistência não terá percebido, tal como eu não percebi, uma palavra das leituras ouvidas. Ainda assim, enquanto Bei Dao lia os seus poemas perante uma sala cheia, não foi difícil perceber por que motivo é um dos grandes poetas da China contemporânea.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s