Luís Alves (1932-2015)

livler4

O Sr. Luís Alves, livreiro da Livraria Ler, de Campo de Ourique, morreu ontem, aos oitenta e dois anos. A Ler é uma daquelas livrarias onde quem entra sabe que vai ser bem atendido e quem atende gosta de conhecer os clientes. Quando morava em Campo de Ourique, a Ler estava numa fase algo decadente, com poucos livros e alguma desorganização, mas nem isso lhe retirava a aura de livraria a sério. As vezes que lá entrei à procura de alma coisa, saí sempre bem servida, com os livros que procurava ou com outros, e com dois dedos de conversa com o Sr. Luís Alves a valerem por muitas páginas impressas.

Por alturas do 25 de Abril, a Livraria Ler transforma uma das suas montras em exposição sobre a censura e os livros proibidos no tempo do fascismo (a fotografia ali em cima é de uma dessas exposições anuais, a de Abril de 2009). A colecção do Sr. Luís Alves incluía muitos livros que o regime proibia, quase todos exemplares das mesmas tiragens que ali se vendiam às escondidas nesses tempos de chumbo, para além de uma série de autos de apreensão assinados pelos senhores do lápis azul. Ano após ano, a Ler ignora a lei do mercado que diz que uma montra é para vender ao grupo editorial que oferecer mais e cumpre uma das missões mais nobres de um espaço dedicado aos livros: manter viva a memória. O Sr. Luís Alves já cá não está, mas Campo de Ourique e os muitos leitores que passaram e continuam a passar pela Livraria Ler saberão honrar essa memória, desde logo continuando a frequentar uma livraria a sério como continua aquela.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s